Destinos,  Europa,  Portugal,  Roteiros

Madeira | Locais a não perder na Pérola do Atlântico

Olá a todos!

 

Vamos aproveitar que escolhemos a Ilha da Madeira como um dos Melhores Destinos de Verão 2019 e explicar-vos o porquê.

“A Madeira é um jardim”, já dizia a canção. Quando lá chegamos é que percebemos o sentido da música. A Madeira é montanha, flores e mar. Tudo o que precisamos para passar umas férias em verdadeiro contacto com a natureza.

A 1h30 de distância de Lisboa, fica este verdadeiro paraíso perdido no meio do oceano e sim, é português. Não é à toa que é apelidada como a “Pérola do Atlântico”.

 

 

Quantos dias ficar na Madeira? Depende um pouco do estilo de viagem de cada um. Quatro dias chega para quem não gosta de caminhadas e trilhos. No entanto, se és amante de natureza, são precisos no mínimo, cinco dias.

É imprescindível alugar carro, porque por muito que se compre um tour daqueles que se vende um pouco por toda a ilha, existem sempre sítios a não perder que não estão incluídos nessas visitas.

 

Estão a planear as vossas férias de Verão na Madeira? Ainda bem, porque queremos partilhar convosco as nossas razões para visitar esta ilha, que foi eleita o Melhor Destino Insular do Mundo em 2015, 2016 e 2017 pela World Travel Awards.

Seixal

Não sabemos bem explicar o que sentimos ao visitar este lugar.

É, para nós, um dos cartões postais mais incríveis da Madeira. Uma praia de areia escura e água límpida localizada no porto do seixal. O verde das escarpas que rodeiam este mar, também esverdeado, são um cenário arrebatador. Se querem aproveitar um dia de praia numa atmosfera relaxante, longe das massas, é aqui.

Perto do Seixal, no norte da ilha, visitem também as Piscinas Naturais de Porto Moniz, São Vicente, a Cascata do Véu da Noiva e a Ribeira da Janela.

Ponta de São Lourenço

Situada na ponta este da ilha, é um dos percursos pedestres obrigatórios para os amantes de caminhada. São 8 km, ida e volta, e a duração média do percurso são 2h30m.

O que podem encontrar? Formações rochosas com formas abruptas, uma paisagem árida, que contrasta com o azul do mar, sereno de um lado da ilha, agreste do outro. Quem não gosta de desfrutar de uma bela paisagem?

Se quiserem refrescar-se durante a caminhada, podem dar um mergulho no Cais do Sardinha.

Conselho: ir bem cedo, principalmente se estiver bastante calor durante o dia, porque o percurso não tem sombras e o sol não avisa que queima.

Para quem não se quer aventurar ou não é fã de caminhadas, podem sempre ficar deslumbrados com a vista no miradouro.

Pico Ruivo e Pico do Areeiro

Depois de fazer a caminhada da vereda da Ponta de São Lourenço, ficou por concretizar a superação máxima de realizar a caminhada entre os picos. De certo que vai ficar para uma próxima porque, depois de duas visitas à Madeira, não há duas sem três.

Podem chegar até ao Pico do Areeiro de carro. Por conselho dos nossos amigos Madeirenses, visitámos este lugar ao pôr do sol e foi uma experiência deslumbrante. Ver o sol a esconder-se para além da montanha, foi algo a que nunca tínhamos assistido. Pelo menos com aquela magia.

Se o céu estiver limpo ou com poucas nuvens vão ter a mesma sorte que nós.

 

Se achavam que para subir ao cume do Pico Ruivo também podiam ir de carro, desenganem-se. Para chegar ao ponto mais alto da Madeira (1861m), é necessário fazer uma caminhada de 5,6 km, ida e volta, com uma duração média de 1h30m, chamada “Vereda do Pico Ruivo“.

Quando chegamos ao fim, somos nós acima das nuvens e aquela sensação de liberdade.

Levadas

Levadas são caminhos de irrigação, que levam a água desde a montanha até às zonas mais a sul da ilha, sendo acompanhadas por um percurso pedestre.

Fizemos três levadas: Balcões, Alecrim e a das 25 fontes e Risco.

Cada um dos percursos tem uma beleza muito própria. Mas temos de confessar que a Cascata do Risco nos deixou de boca aberta.

Se tiverem oportunidade, façam pelo menos uma levada. É uma experiência a não perder. São caminhadas em pleno contacto com a natureza, montanhas, pássaros e cascatas. É por isso que é impossível não gostar da Madeira e de tudo o que tem para nos oferecer.

Se quiserem escolher quais as caminhadas/levadas que mais se adequam ao vosso estilo de viagem, existe uma app/site que tem toda a informação necessária, basta carregar no botão abaixo.

Miradouros

De que é feita a ilha? De paisagens maravilhosas. E o que não falta são miradouros para usufruírem delas. Deixamos aqui uma lista daqueles que mais gostámos:

  • Eira do Serrado/Curral das Freiras
  • Cabo Girão
  • Fajã dos Padres
  • Ponta do Pargo
  • Ponta de São Lourenço

Funchal

The Last but not the least. Funchal, a capital da ilha da Madeira, é uma visita obrigatória para usufruir de uma lufada de cultura Madeirense.

Dois dias relaxados ou um dia muito bem aproveitado, dependendo do estilo de viagem, são suficientes para conhecer a cidade.

Não devem deixar de visitar o Mercado dos Lavradores. A mistura de cores, cheiros e sabores é maravilhosa. Ao passarem nas barraquinhas de frutas, vão ser bombardeados com a frase: “mesmo que não queiram comprar provem na mesma”, em sotaque acentuado. E vocês fazem o esforço, ou sem esforço nenhum provam aquelas maravilhas e é impossível não comprar uma coisa ou outra.

    Visitámos também a zona do Monte, onde podem fazer a descida nos típicos carrinhos de cestos. Se nós fizemos? Não! Achámos caríssimo. Mas não deixa de ser uma experiência.

    Optámos por visitar o Monte Palace Madeira, que engloba o museu Monte Palace e o Jardim Tropical Monte Palace. O jardim é maravilhoso, com lagos, esculturas e uma mistura de estilos que nos leva a viajar por outros locais do mundo.

     

    Visitem a zona da Sé e desçam até à marina onde podem encontrar o museu do Cristiano Ronaldo, ideal para os amantes de futebol. Percorram a avenida do mar até à zona histórica, onde encontram a rua das “portas com arte”. São dezenas de portas com desenhos maravilhosos. Basta olhar para as imagens para perceber que é um local que não podem perder.

    A ilha da Madeira é, portanto, um misto de cultura, praia e caminhadas. A conjugação perfeita para sair da rotina.

    Esperamos que os nossos motivos para visitar a Madeira sejam suficientes para despertar a vossa curiosidade. Vão perceber que não foi à toa que a elegemos como um dos Destino de Verão 2019.

    Como encontramos os melhores preços para visitar a Ilha da Madeira?

    Subscrever Blog

    Sempre que publicarmos um novo artigo serão os primeiros a saber. Basta subscrever o blog para receberem a notificação de novos artigos por email.

    Para organizares as tuas viagens...

    Reserva aqui o teu alojamento ao melhor preço no Booking.


    Preferes uma plataforma de alojamentos e experiências? Cria conta no Airbnb e recebe 20€ para gastares na tua primeira estadia.


    Não viajes sem seguro, porque nunca sabes o que pode acontecer. Faz aqui o teu seguro de viagem com a IATI Seguros com 5% de desconto.


    Estás farto das taxas bancárias que gastas em viagem? Usa o Cartão Revolut e diz adeus às taxas de levantamento.

    Reserva a tua viagem através dos nossos links afiliados.
    Poderás receber recompensas e estás a ajudar o blog.

    Partilhar
    • 15
      Shares

    Comentar

    %d bloggers like this: