7 Maravilhas - Aldeias,  Destinos,  Europa,  Portugal

7 MARAVILHAS DE PORTUGAL, VISITAR SISTELO E A SUA PAISAGEM CULTURAL

Na nossa mais recente escapadinha ao norte de Portugal, visitámos a aldeia de Sistelo, uma das 7 Maravilhas de Portugal – Aldeias, vencedora da categoria Aldeia Rural.

O que lá nos levou, não foi o galardão. Longe de nós fazer a triagem dos locais merecedores de visita, pela quantidade de troféus, prémios e reconhecimentos vários. Não foi o caso. A verdade, é que as imagens estavam há muito na cabeça e queríamos ver, com os nossos olhos, a mais famosa paisagem de socalcos, conhecendo a cultura nua e crua do norte de Portugal.

Sobre a Aldeia...

Sistelo, é uma freguesia do concelho de Arcos de Valdevez, situada na nascente do Rio Vez. É uma aldeia em pleno Parque Nacional da Peneda Gerês, localizada, mais precisamente, na Serra da Peneda.

 

As pessoas são poucas, mas o impacto visual e cultural criado pelas gentes de Sistelo é gigantesco. A paisagem da aldeia foi classificada como Património Cultural, pois como o próprio nome indica, o trabalho de centenas de anos daquela paisagem detalhadamente trabalhada, é cultura nua e crua. Ali, estão implicadas infindáveis horas de trabalho e um sistema engenhoso de regadio. As escadas verticais remetem-nos para os tempos antigos. A forma de aproveitamento agrícola e pecuário é já, pouco usual nos dias de hoje. Na Era da Indústria, ainda existem populações que têm orgulho no que é seu e em perpetuar os traços culturais mais profundos.

Sistelo, é apelidado de “tibete português”. Nunca fomos ao Tibete. Não podemos falar sobre o que se sente nesse país. No entanto, em Sistelo, o som é o eco da montanha e o riacho ao lado da Igreja.

Falando de cultura e tradições, decorriam nesse fim de semana, as Festas em Honra de S. Sebastião. Um cartaz gigante, anunciava o evento de cantares ao desafio nessa noite. Enquanto comíamos, começaram a soar esses cantares, mas em gravação. Permaneceram alto e bom som até chegarmos à Estrica. E o Sistelo foi um misto de silêncio e rimas sem fim.

Paisagem de Socalcos
Vaca Cachena
O que visitar em Sistelo

Em pleno Janeiro, o frio trespassa os casacos. Poucas pessoas se veêm pela rua. Uma senhora já curvada, transportava um saco de couves, suportado na moleta apoiada nas costas. Do Largo do Visconde de Sistelo, avistamos o Castelo que lhe serviu de residência. Duas torres, como se de um jogo de xadrez se tratasse, erguem-se junto dos Espigueiros.

No Largo do Chafariz, parámos na Tasquinha Ti Mélia para almoçar. A Tasca estava cheia, mas de gentes que não eram da terra, assim como nós. Da aldeia, eram apenas três. Bebiam o café depois do almoço, para acartarem molhos de feno até à zona da Igreja. Aqui, duas senhoras enfeitavam as campas do pequeno cemitério cravado numa zona de Socalcos. E, da Igreja Matriz de Sistelo, já se ouvia o correr da água do rio. 

Espigueiros de Sistelo
Largo do Visconde de Sistelo
Castelo de Sistelo
Igreja Matriz de Sistelo

Para uma vista desafogada desta perfeita comunhão, entre o Homem e a Natureza, a passagem é obrigatória no Miradouro dos Socalcos, do qual não temos nenhuma imagem sem nevoeiro, com muita pena nossa, e no Miradouro da Estrica.

Ainda que não tenhamos tido nenhuma experiência a nível, porque a chuva quando vinha era intensa, existem vários trilhos, com vários graus de dificuldade, que podem ser feitos partindo de Sistelo:

  • Trilho dos Socalcos - 5.12km
  • Trilho do Miradouro de Estrica - 4.37km
  • Passadiços do Sistelo - 1.92km
  • Trilho da Pontes - 0.93km
  • Trilho das Brandas - 8.55km
  • Trilho do Glaciar e Alto Vez - 12.45km
  • Romeiros da Peneda - Rota do Sistelo - 18.75km
Objetivo: roteiro das 7 Maravilhas de Portugal - Aldeias!

Em conversa com a proprietária da Quinta do Olival, onde pernoitámos em Arcos de Valdevez, foi referido que o maior receio da população de Sistelo, é que tudo acabe. Têm medo que o ritmo alucinante a que a vida corre, pouco concentrada no que é nosso, mas sim numa evolução desenfreada, insista no declínio do melhor que temos em Portugal, a cultura. Referiu ainda, não ser muito frequente, que pessoas com a nossa idade procurem escapadinhas naquela zona. Dizia que os estrangeiros são mais do que os portugueses. E, que os portugueses, ao fim de um dia já estão cansados da calma do norte.

Não sabíamos bem o que dizer… Não somos o exemplo a seguir, pois sabemos que muitas das vezes saímos do país em férias. Sabemos também que há muita gente que domina Portugal de uma ponta a outra. Mas, colocando tudo no prato da balança, não podemos dizer que não conhecemos já, muita coisa do nosso país. E, no que toca a escapadinhas, as nossas são sempre longe da cidade.

No início do post, referimos que não escolhemos os locais pelos seus galardões. Mas, se essas Aldeias são as vencedoras, decerto merecem a visita. O objetivo primordial do blog é incentivar as pessoas a irem, verem com os próprios olhos e desfrutarem dos locais. Então, vamos incentivar ao que é nosso e fazer viver a nossa cultura.

E depois da conversa, ficou entre nós acordado, que iríamos conhecer as 7 Maravilhas de Portugal – Aldeias. Não temos uma data para cumprir este objetivo mas, o que interessa é ir. Como sempre!
Porque Portugal merece!
Gostaram do tema 7 Maravilhas de Portugal - Aldeias?

Leiam o nosso artigo sobre Dornes e conheçam a vencedora da categoria Aldeia Ribeirinha.

Parceiros OCTL
Reserva a tua viagem através dos nossos links.
Poderás receber recompensas e estás a ajudar o blog.
Momondo
Booking
AirBnB
IATI Seguros
RentalCars
Revolut
Hi,Hi Guide
Chocolate Box

Partilhar
  • 10
    Shares

Comentar

%d bloggers like this: